Páginas

sábado, 28 de maio de 2011

O problema real pode ter surgido da tentativa, até então fui ferida e só, era só um corte. Mas então tentei entender, tentei juntar os pontos, me curar sozinha. E mais dias, a soma de problemas, o tempo passou. Talvez a culpa seja do tempo, o quebra-cabeças não é mais seguro. Preciso tanto de abrigo.
- Nem sei o que estou fazendo aqui.
E desmoronou, o mundo ruiu de vez. E ainda doí. Eu errei em tentar.

Serei uma flor na primavera, e no outono vou secar e cair.

Um comentário:

Acrescente em mim, mais um pedacinho.